terça-feira, 19 de julho de 2011

Historisches Archiv zum Tourismus (HAT) - Freie Universität Berlin (Willy-Scharnow-Institut)

Postado por Alexandre Panosso Netto (texto e vídeo) e Tatiana L. S. Panosso (fotos)
Visão parcial do HAT.
Estamos em Berlim para coletar material de pesquisa no Historisches Archiv zum Tourismus (HAT) - [Arquivo Histórico de Turismo], na Freie Universität Berlin (Willy-Scharnow-Institut).
Prateleiras... 
O arquivo foi montado pelo prof. Dr. Hasso Spode, há 10 anos. Está na Freie Universität Berlin, tem apoio do Willy-Scharnow-Institut e trata-se de um dos acervos históricos e científicos em turismo mais importantes que temos notícia. São mais de 500 metros de prateleiras recheadas de materiais históricos específicos de turismo.
...são mais de 500 metros lineares de arquivos...
O HAT conta com a maioria de seu material em língua alemã, mas há também materiais em francês, inglês, espanhol e outros idiomas, mas em menor quantidade.
...ordenados e disponíveis para consulta.
Após explicarmos nossa investigação e mostrarmos as várias centenas de páginas originais que já temos escritas, prof. Spode, munido da relação de materiais que necessitávamos, nos levou ao HAT e nos mostrou tudo o que foi possível. 
Aqui explicando, agora pessoalmente, nosso projeto ao prof. Hasso Spode. Ele nos deu excelentes informações.
Ali estão preciosos guias Baedaker do século XIX. Foi possível ter em mãos e ler alguns da década de 1890. Há outros mais antigos. A folheteria de turismo existente ali é outra preciosidade. Há muito material que foi produzido entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundiais e que desmistifica grande parte da baboseiras históricas do turismo do século XX que temos visto por aí.
Prof. Spode mostrando-me as maravilhas do acervo...
Se quisermos ir mais longe, há muito material dos primeiros "científicos" do turismo. São livros preciosos, sendo a grande maioria de antes da Segunda Guerra. O livro mais antigo que ali está é um de 1661...
...aqui com o livro mais antigo do acervo: um relato de viagem de 1661...
O arquivo é aberto para investigadores, mas deve-se agendar a visita com grande antecedência, pois somente trabalham nele duas ou três vezes por semana o Dr. Spode e uma aluna monitora-assistente. 
...aqui a mais importante série estatística de turismo da Alemanha, e provavelmente, do mundo...
Depois de uma longa troca de e-mails para negociar a visita, fomos recebidos pelo prof. Spode, que se mostrou muito comunicativo, alegre e entusiasmado com nosso investigação.
...a cada caixa aberta uma descoberta: aqui álbuns de viagens que foram doados ao HAT...
Aliás, temos certeza que nosso amigo prof. Felix Tomillo, teria apreciado muito a visita ao ver as preciosidades que tivemos em mãos. Afinal, a pesquisa também está sendo coordenada por ele.
...com revistas alemãs de propaganda turística do entre guerras...
Não é permitido fazer cópias em copiadoras, mas é possível fazer fotos. Então, munidos de nossa Lumix, fizemos cópia da metade do material selecionado. Amanhã faremos fotos da outra metade.
Nesta foto dá para ter uma ideia do tamanho do acervo.
Outra visão geral do acervo.
Exemplo do que um pesquisador pode encontrar no HAT...
Borman, 1931...
... e Glücksmann, 1930.
Nem bem tínhamos nos conhecido pessoalmente, já estávamos "enturmados". Também, pelo que vi, éramos apaixonados pela temática do turismo. Além do mais, estávamos entusiasmado pela qualidade do acervo que conhecíamos e prof. Spode entusiasmado por nos contar as histórias do acervo, de seu tamanho, de seu futuro incerto (infelizmente), etc...
Sabe quando criança ganha um presente legal? O da direita da foto estava se sentindo assim (ah, temos na mão uma filmadora antiga).
A pesquisa continua amanhã no HAT, e por muito tempo ainda fora dele, até analisarmos todos os dados e materiais coletados.
Fica aqui nosso agradecimento ao prof. Spode por sua disponibilidade e pelo importante trabalho que vem fazendo para a manutenção da memória e da história do turismo, não somente alemão, mas sim mundial.
Abaixo um vídeo que fizemos com o prof. Spode sobre o acervo.


5 comentários:

Ricardo disse...

Que pena a notícia de que este acervo está ameaçado. Acho que ele precisaria é de mais apoio para ser, p. ex., digitalizado. Enfim. Parabéns Prof. Panosso pela iniciativa de mobilização pela continuidade!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Que o HAT não seja fechado! Excelente arquivo de história e de teoria do turismo. Um dia ainda quero ir conhecê-lo.
Parabéns ao Dr. Panosso pela iniciativa de apoio ao HAt.
Antônio Carlos. São Paulo

Alexandre e Tatiana disse...

Oi Ricardo e Antônio: o importante é a manifestação favorável! Muito obrigado.
Alexandre Panosso

Anônimo disse...

A minha manifestação foi favorável a continuação do HAT, pelo acervo importante que tem, para a pesquisa e o conhecimento.

Valdir Campo Grande-MS