quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

10 livros fundamentais sobre turismo - Top 10 tourism books

Postado por Alexandre Panosso Netto

Esta história de lista de livros está ficando interessante.
Alguns de meus alunos do curso de Lazer e Turismo da USP e alguns colegas pediram-me para fazer a relação dos top 10 tourism books que em meu entender são fundamentais e que todos os estudiosos e estudantes da área, se ainda não leram, deveriam ler.
Existem inúmeros outros que poderiam estar aqui.
Não se trata de livros textos, nem dicionários, livros de viagens ou livros técnicos.
Certamente cada estudioso pode ter a sua relação pessoal, portanto, essa é a relação dos 10 livros fundamentais sobre turismo que eu conheço e já tive a oportunidade de ler.

Aí vão eles:
1. HUNZIKER, Walter; KRAPF, Kurt. Allgemeine Fremdenverkehrslehre. Zürich: Polygraphischer Verlag, 1942. Trata-se do estudo magno dos professores suíços. Publicado em plena II Guerra Mundial para que "todos percebam a importância do turismo, num momento em que ele está paralizado", conforme está explicado no próprio livro. É considerado por muitos como a primeira grande obra científica sobre o turismo. Escrito em alemão. Não há tradução oficial para idioma algum. Li em espanhol, numa tradução não autorizada.

2. SMITH, Valene L. (Ed.) Hosts and Guests. The anthropology of tourism. 2.ed.Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 1989. Segunda edição da obra publicada em 1977 que firmou e legitimou o turismo como objeto de estudo nos Estados Unidos e no campo antropológico, com destaque para seus impactos. Posteriormente, em 2001, Smith editou e lançou  Hosts and Guests Revisited. Tourism Issues in the 21st Century, pela Cognizant. Nesse novo texto teorias e previsões de 1977 são revistas e novos autores apresentam suas análises. Em inglês. Não conheço tradução para o português.

3. MacCANNELL, Dean. The tourist. A new theory of the leisure class. New York: Schocken Books, 1976. Livro encantador. O autor apresenta o turista como parte de uma nova classe social que está se formando, no qual o mundo todo é uma grande atração. Destaca os eventos autênticos e fakes pelos quais o turista passa e busca. É a tomada de consciência que o turismo estava embrenhado na sociedade pós II Guerra. Em inglês. Desconheço tradução para o português.
4. URRY, John. O olhar do turista. Lazer e viagens nas sociedades contemporâneas. São Paulo: Sesc/Studio Nobel, 1996. Tive a oportunidade de ler este logo após seu lançamento, quando era acadêmico do curso de graduação de turismo da UCDB. O fio condutor do livro é a percepção do autor de que o turista possui duas formas de ver o mundo visitado: o olhar coletivo e o olhar romântico. Também elabora reflexões explicando como as cidades vão se transformando para receber o turista. O original é em inglês.
5. KRIPPENDORF, Jost. Sociologia do turismo. Para uma nova compreensão do lazer e das viagens. São Paulo: Aleph, 2009. (Edição comemorativa de 25 anos). É considerado o maior livro de Krippendorf, no qual expõe seu pensamento maduro sobre os impactos do turismo de massa, principalmente na Europa. Quando publicou o livro em 1984 foi duramente criticado, pois afirmava que o modelo de viagens de então estava errado. Tive o privilégio, junto com o colega professor Guilherme Lohmann, de editar essa edição comemorativa de 25 anos. Revimos a tradução, inserimos novos textos, comentários e todas as fotos originais do autor que estavam na primeira edição. Original em francês.
6. DANN, Graham M. S. The language of tourism. A sociolinguistic perspective. Wallingford: Cab International, 2001. O autor apresenta como se deu o surgimento de uma linguagem do turismo, bem como suas propriedades e divergências. Essa linguagem passa a ser de controle social dos grupos de turistas. Exemplifica com exemplos desta linguagem na mídia, fala de suas técnicas e cita casos. Em inglês. Sem tradução para o português.
7. KNEBEL, Hans-Joachim. Sociología del turismo. Cambios estructurales en el turismo moderno. Barcelona: Editorial hispano Europea, 1974. Utiliza vasta bibliografia da primeira metade do século XX, dai a importância de sua reflexão: ele vai aos, digamos, primeiros clássicos do turismo. Determina o fenômeno turístico por meio da sociologia para propor a criação de uma ciência do movimento de forasteiros. O original é de 1960, em alemão, e não há tradução para o português, talvez por isso esse livro é pouco conhecido neste lado do Atlântico.
8. LAVAUR, Luis. El turismo en su historia. Barcelona: Ediciones Turísticas, 1974. Este não tenho o exemplar para mostrar a capa, apenas uma cópia em xerox que fiz quando estava na Espanha em 2007. Não se trata de um livro sobre a história do turismo, mas sim de aspectos históricos do deslocamento, das viagens, da hospitalidade. É um livro muito curioso pelo estilo como foi escrito. Traz exemplos da antiguidade clássica, com autores clássicos e modernos. Analisa com categoria o Grand Tour. Em espanhol. Desconheço tradução para o português.

9 - DANN, Graham M. S. The tourist has a metaphor of the social world.  Wallingford: Cab International, 2002. Se o leitor for atento, verá que Graham Dann é o único autor repetido na lista. Gosto dele. Gosto da visão sociológica/antropológica/humana/simples que ele tem do turismo como fenômeno. Neste livro ele convida um grupo de autores para debaterem a autenticidade, a experiência, a etnografia, os mitos modernos, o consumo, etc, tudo relacionado ao turismo e ao turista. Original em inglês. Desconheço tradução para o português.
10 - NASH, Dennison (Ed.). The study of tourism: anthopological and sociological beginnings. Amsterdam: Elsevier, 2007. Para quem gosta de entender as origens dos estudos turísticos, esse livro é interessante. Alguns dos mais prestigiados investigadores da área foram convidados para contar o seu envolvimento com os estudos turísticos, que para alguns se iniciou lá pelos anos 1960. Entre eles estão Valene Smith, Dean Maccnell, Graham Dann e o próprio Dennison Nash. É bonito entender como os sociólogos, economistas, antropólogos e filósofos "descobriram" o turismo. É isso o que me interessa nesse livro. Em inglês. Não há tradução para o português.
FIM DA LISTA!

Mas alguém pode me perguntar: nenhum livro de autor brasileiro? Outro dia faço, se der tempo e tiver vontade, uma relação só de autores tupiniquins.
Mas para não decepcionar ninguém, adianto que o primeiro da lista é "Análise estrutural do turismo", do professor Mario Carlos Beni (Senac São Paulo, primeira edição de 1998). Li esse livro assim que havia me formado em Turismo. Gostei muito, apesar da linguagem rebuscada.
Depois, já em 2002, tive o privilégio de ser orientando do prof. Beni do doutorado da USP. Ai entendi o que não havia entendido anteriormente sobre o livro e a teoria de sistemas. Foi uma dádiva.

Espero que a relação acima inspire ao menos meus alunos do curso de Lazer e Turismo da USP. Espero também que eles façam as suas listas de livros e autores preferidos e importantes. Assim todos vamos aprendendo.


3 comentários:

Marla Sampaio disse...

Vocês tem indicação de livros de Qualificação para o Turismo?

Alexandre e Tatiana disse...

Oi Marla.
Sua pergunta é interessante, mas depende de que tipo de qualificação você está falando. De serviços? de produtos? de destinos?
Um site legal de livros de turismo é www.livrosdeturismo.com.br
Abraços.
Alexandre

HIMT disse...

Wow, this is probably one of the coolest tutorials I’ve seen. Need to get into this ASAP!

Distance Education Institute In Gurgaon