sexta-feira, 12 de março de 2010

Último dia do INVTUR 2010

Postado por Alexandre Panosso
Hoje é o último dia do INVTUR 2010. Durante os três dias do evento tivemos sessões plenárias lotadas, com temas importantes sendo discutidos.
Há por volta de 25 brasileiros participando do evento, o que nos faz a segunda maior delegação. A primeira, por motivos óbvios, é a de Portugal.
Ontem foi a apresentação do estudo desenvolvido por Luiz Trigo e por mim, com o título "Indicadores de cientificidade do turismo no Brasil". Tivemos na platéia por volta de 100 pessoas e a discussão após as apresentações foi produtiva. Nesta mesma sessão Marcelino Castillo discutiu a educação superior em turismo na Europa e Espanha e falou da importância do livro organizado por ele e por mim com o título "Epistemología del turismo: estudios críticos" e que foi publicado pela editora Trillas, do México.
Daqui a meia hora vamos apresentar nosso segundo estudo: A recente história do turismo brasileiro (1970-2010). Esperamos ter um bom público novamente.
Ontem à noite foi o jantar de gala, servido na casa Aliança Vinhos de Portugal. Por coincidência são eles os produtores de um vinho que Tatiana e eu gostamos muito e que tomamos no Brasil, o Alabastro. É um vinho que o custo benefício é bem interessante.
Tivemos a oportunidade de conhecer o museu da casa, que ainda está sendo construído. Depois do jantar um conjunto tocou música brasileira. Foi um ótimo momento para net work.
Uma coisa que ficou clara para nós é que o tema da epistemologia do turismo está com maior visibilidade e que está adquirindo importância na acadêmia internacional. Esse tema é fundamental para analisar as propostas teóricas que estão sendo desenvolvidas sobre o turismo.
No almoço com Jafar Jafari, ele comentou conosco que está à frente de um grupo da Universidade do Algarve que pretende criar uma rede de investigadores em turismo nos países de língua portuguesa. Foi em janeiro desde ano que ele se mudou para Portugal para assumir seu novo posto no doutorado em turismo. Em junho haverá uma grande reunião para tratar disso em Cabo Verde. Por paradoxal que possa ser, Jafari não fala português.
Ontem jantamos com John Tribe e hoje durante o almoço ele nos convidou para discutir mais de perto o tema da produção do conhecimento em turismo. Em breve receberemos um texto dele para que façamos uma análise e o ajudemos a desenvolver melhor a temática. Nesse grupo que se interessa pelo tema estão ainda Luiz Trigo, Marcelino Castillo, Felix Tomillo, Francisco Dias e outros colegas de Portugal, Espanha e Inglaterra.
O tempo corre. Hora da sessão final.

2 comentários:

Helena disse...

Adorei vê-los no evento! Sempre bom demais rever os amigos e pensar em novos planos profissionais! Contem comigo nessa rede lusófona, heim!
Abraços!
Helena

Alexandre e Tatiana disse...

Valeu Helena!
De fato temos que começar a pensar em novos projetos que ultrapassem as fronteiras do Brasil.
Abraços a você e ao Bruno!
Alexandre